CLÁUDIO OLIVEIRA

O artista abre o Festival Canoa Blues em Fortaleza, no dia 16/10, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

claudio oliveiraCláudio Oliveira encarou um grande desafio em sua vida, ao começar uma carreira solo aos 41 anos. Com maturidade e muitas experiências acumuladas, chegou a hora do Guirarrista e vocalista, ex-frontman da banda Puro Malte,partir para novos rumos.

Claúdio tem conquistado espaços na cena blueseira cearense. Nesse novo momento, investe talento e arte na redefinição de caminhos. O Canoa Blues 2015 tem um marco especial para ele: será o primeiro grande festival na trilha solo.

R.J. MISCHO E IGOR PRADO

As duas atrações se apresentam juntas, em Canoa Quebrada, no dia 24/10

MISCHO3R.J. MISCHO – R.J. (Robert) Mischo começou a cantar e tocar gaita em Minneapolis (EUA) no final dos anos 1970. Apresentou-se com pesos-pesados do Blues, como Mojo Buford, Percy Strother e Milwaukee Slim. Também foi frontman de várias bandas, incluindo Blues Deluxe e RJ & Kid Morgan Blues Band (que contou com o guitarrista Teddy Morgan e cantor Percy Strother). Mischo foi indicado para vários prémios da Academia de Música de Minnesota. Após uma série de turnês pela Europa, reformou a banda nos Estados Unidos e a chamou de R.J. Mischo and His Red Hot Blues Band. Atualmente, faz aparições regulares nos EUA e em países europeus. No Brasil, é acompanhado pela Igor Prado Blues Band, de São Paulo.

IGOR PRADO BLUES BAND – Igor Prado toca guitarra desde os 11 anos. Aprofundou-se na linguagem do Blues PRADO1tradicional e West Coast Swing, estilo que mistura o blues com elementos do Swing, famoso movimento de jazz dançante dos anos 1940. A Igor Prado Band é formada por seu irmão Yuri Prado na bateria, Rodrigo Mantovani no contrabaixo elétrico e acústico e Denílson Martins no Saxofone Barítono.

O guitarrista tem em sua bagagem diversas excursões com renomados artistas americanos como Steve Guyger, R.J Mischo, Mark Hummel, Rick Estrin (Little Charlie & Nightcats), Lynwood Slim, J.J Jackson, James Wheeler, Phil Guy (irmão do lendário Buddy Guy), Mud Morganfield (Filho do lendário Muddy Waters), Bob Stroger (baixista da banda de Muddy Waters), Omar Coleman, Curtis Salgado, Sugaray Rayford, Tia Carroll, Junior Watson, Sax Gordon entre outros.

Atualmente é a banda sul-americana mais ativa no cenário internacional excursionando pelo mundo afora e participando de grandes festivais em países como Argentina, Áustria, Bélgica, Chile, Dinamarca, Paraguai, México, Espanha, Itália, França, Alemanha, Noruega, Suíça, Luxemburgo e Estados Unidos.

IN BLUES

In Blues abre o Festival, em Fortaleza, no dia 16/10 às 21h no Centro Dragão do Mar

IMG_5106Formada em Fortaleza e na ativa desde setembro de 2011, a InBlues realiza um trabalho blueseiro com força e expressividade originais, apresentando de  contemporânea releituras de clássicos do blues, blues-rock, jazz, soul e black-music.

Seu trabalho é influenciado por grandes nomes da música mundial: Eric Clapton, Dolly Parton, Patsy Cline, Arethain-blues-13 Franklin, B.B. King e Joe Bonamassa, entre outros.

Nas músicas autorais, projeto que vem sendo trabalhado e lapidado nos últimos dois anos, a busca é por um conceito moderno e referencial, com dinâmicas e harmonias fortes em torno de letras que remontam ao blues tradicional .

Em nova fase, banda InBlues conta com nova vocalista Gabriela Alcântara, com formação em piano clássico, canto coral e trilha sonora. Cantora com bastante versatilidade que passeia por diversos estilos do Country ao hard rock, garante técnica e feeling ao novo momento da banda InBlues.

BLUES BEATLES

A banda se apresenta em Canoa Quebrada, no dia 23/10

BLUESBEATLES1

Blues Beatles é o encontro da sonoridade vocal dos Beatles com o rítimo contagiante do blues. Músicas como Help, Ticket to Ride, Yesterday recebem arranjos novos, onde alguns elementos marcantes são preservados e outros modificados para que o universo do blues entre em ação.

O resultado é um show inovador onde as melodias familiares dos Beatles se misturam com solos de guitarra, Hammond, piano e gaita que seguindo a tradição do blues são sempre improvisados. A Banda se apresenta com frequencia nas pricipais casas de show do país como Bourbon Street (São Paulo), Bolshoi Pub (Goiânia) entre outras, assim como nos principais fetivais de Blues. A formação dos integrantes é Marcos Viana no vocal, Flávio Naves no Hammond B3, Raoni Brascher no baixo e vocal, Danilo Simi na guitarra, Marcelo Naves na gaita e Humberto Zigler na bateria.

MAURÍCIO SAHADY E JEFFERSON GONÇALVES

A dupla une o talento e experiência em uma apresentação única, no dia 23/10.

SAHADY2MAURÍCIO SAHADY – Bluesman da primeira safra nacional, Sahady iniciou sua carreira na banda carioca Atlântico Blues, uma das pioneiras no país. Seus shows, no final dos anos 1980,  lotavam o famoso “Circo Voador”, na Lapa (RJ).

O som de Maurício é quente e homenageia o Blues de Chicago, com pegada e  timbre bem característicos, evocando o que em geral marca os grandes mestres americanos.

JEFFERSON GONÇALVES – O carioca Jefferson Gonçalves é um dos mais versáteis gaitistas do país, desde aJEFFERSON1 década de 90, brinda o Brasil e o mundo com seu talento, misturando ritmos do blues, folk e da tradição brasileira. O músico se destaca pelo bom gosto, técnica, sofisticação e musicalidade, com sua gaita faz um mix entre a música negra norte americana e o regionalismo dos ritmos nordestinos como o forró, o baião, o xaxado, o maracatu, entre outros.

Jefferson, considerado por críticos e público como um dos mais expressivos instrumentistas brasileiros, está lançando simultaneamente o CD e DVD – Encruzilhada ao vivo (Carcará Records). O novo trabalho, gravado no dia 14.12.2012 no Centro municipal de Referência da musica carioca – Artur da Távola no Rio de Janeiro, mostra um pouco da obra do gaitista em seus 23 anos de carreira.

O Músico optou em fazer uma sonoridade própria e mostra isso em seus discos anteriores e em turnês pelo Brasil e por vários países, promovendo fusões, diálogos e intercessões entre gêneros que aparentemente são distintos mas que têm similaridades inescapáveis a ouvintes atentos.

Com essa convicção, Jefferson Gonçalves deixa de traçar paralelas e investe nas confluências, ou em autênticas encruzilhadas, entre ritmos africanos e nordestinos e o blues, com o qual se lançou na carreira artística.

É uma proposta ousada, mas tem a mesma essência que marca na genuína música brasileira – formatada ao longo de cinco séculos por influências e interferências do que se fez e se faz na Europa, na América do Norte e na África, tudo isso temperado com uma malemolência e uma criatividade tipicamente subtropical.

ANDY SERRANO

Andy se apresenta na sexta-feira (24), em Canoa Quebrada

SERRANO2

Músico desde 1989, contemplado duas vezes com o Prêmio Açorianos de Música (coletânea “Blues 4 POA” e cd autoral “Bluemind”), Andy Serrano é compositor, arranjador, produtor, gaitista, cantor, guitarrista e baterista.

Seu trabalho consiste no estudo e interpretação dos gêneros norte-americanos da década de 50: blues, rockabilly, swing, doowop, rock n’ roll, muitas vezes misturando gê

neros, criando interseções magníficas.Como interprete, o palco é o seu melhor instrumento; dado a forte interação com o público, sempre tornando cada apresentação em um espetáculo.
Endorsee das Harmônicas “MG Harps”, de Martin Guzaman, Argentina.

É também criador da famosa marca de amplificadores Serrano Amps, já com fama internacional.